• iCS - Clima e Sociedade

Mobilidade: racismo, licitações e assédio

Reportagens produzidas pelo projeto Microbolsas Mobilidade, da Agência Pública, e pelo A Cor da Mobilidade, do ITDP, são destaques do mês



Estão no ar duas novas reportagens do projeto Microbolsas Mobilidade, desenvolvido pela Agência Pública, com o intuito de fomentar o jornalismo investigativo, convidando estudantes de jornalismo a se debruçar sobre pautas sobre mobilidade urbana.


Em uma das reportagens, levantamento analisou R$ 6,8 bilhões em licitações para mobilidade no município de São Paulo, desde a gestão de Kassab até a de Covas. Embora a falta de transparência prejudique o estudo, o texto mostra que sete entre os dez consórcios que conquistaram as licitações municipais mais caras têm empresas acusadas de improbidade administrativa.


A segunda matéria tem enfoque em Salvador, onde mulheres não se sentem seguras para circular pela cidade. Algumas das reclamações ouvidas pela reportagem são: medo de sofrer violência sexual, racismo e LGBTfobia, além das péssimas condições de transporte. “De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), desde 2019, quando o crime de importunação sexual passou a ser registrado no estado, já foram reportadas 18 denúncias em Salvador – 12 cometidas em ônibus, 3 em trem e uma em transporte por aplicativo. Até abril de 2020 havia três registros de importunação ocorridos nos ônibus municipais”, diz trecho.

Além disso, o ITDP segue com o seu especial de reportagens dentro do projeto A Cor da Mobilidade, no qual produz conteúdo sobre o impacto do racismo estrutural nos deslocamentos de pessoas pretas e pardas nas cidades brasileiras. Confira!


iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados