• iCS - Clima e Sociedade

Novo Selo PROCEL

O PROCEL publicou a revisão das regras para a concessão de seu selo, com exigência de níveis de eficiência energética mais rigorosos do que o programa de etiquetagem do INMETRO

Boas notícias para o setor de energia. O PROCEL publicou a revisão das regras para concessão de seu Selo. Ele agora exige níveis de eficiência energética mais rigorosos do que o programa de etiquetagem do INMETRO, passando a identificar os condicionadores de ar realmente mais eficientes disponíveis no mercado brasileiro. “O novo selo também passará a exigir critérios ambientais, como a adoção de fluidos refrigerantes com potencial de destruição do ozônio (ODP) igual a zero. O Selo PROCEL Ouro também será uma novidade, sendo dado apenas para os melhores equipamentos. Ele não será afixado nos equipamentos e terá apenas a versão virtual, o que vai ao encontro do aumento das vendas online”, explica Kamyla Borges, da Iniciativa Eficiência Energética do iCS.

Segundo ela, a maior inovação do Selo PROCEL Ouro é que passará a exigir um potencial de aquecimento global (GWP) dos fluidos refrigerantes menor ou igual a 750, o que se alinha à Emenda de Kigali.

Confira abaixo as datas de entrada em vigor de cada etapa e as novas exigências do Selo PROCEL:





iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados