• iCS - Clima e Sociedade

Mulheres são mais críticas sobre qualidade das ciclovias

Análise das avaliações deixadas no aplicativo MoveCidade entre novembro de 2017 e maio de 2019 mostra que público feminino avalia pior do que homens as ciclovias de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte


As mulheres têm as opiniões mais críticas em relação à qualidade das ciclovias em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Essa é a principal conclusão retirada dos dados coletados do aplicativo MoveCidade, que permite que usuários deem notas para a qualidade de diversos quesitos da mobilidade urbana, como trens, ciclovias, metrôs, ônibus e estações de bicicleta compartilhada. Embora minoria entre os usuários do app (19% contra 81% homens) nas avaliações que vão de novembro de 2017 a maio de 2019, as mulheres deram uma nota média de 6,04 para as ciclovias – como comparação, a dos homens ficou em 7,26. Apenas três dos dez critérios tiveram notas maiores no público feminino: segurança nos cruzamentos, prioridade aos ciclistas no traçado e segurança em relação aos motorizados. Muito diferente dos resultados encontrados na qualidade da sinalização, conexão com o destino, acesso para entrar e sair da ciclovia, paraciclos ou bicicletários no entorno, qualidade do pavimento, manutenção da ciclovia e largura da ciclovia. Veja mais!


IDEC | MOVECIDADE

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • LinkedIn ícone social