• iCS - Clima e Sociedade

Grantmaking de 2020 em números

A atividade principal do iCS é apoiar projetos, programas e instituições através de doações. Apresentamos aqui uma breve retrospectiva das doações feitas em 2020 – como verão, houve um intenso crescimento em todos os quesitos.


Em 2020, o iCS concedeu 136 doações relativas à nossa missão, que é fortalecer as condições que alavanquem práticas duradouras de mitigação e resiliência das mudanças climáticas. Houve, portanto, um crescimento de 39% no número de doações dadas em relação ao ano anterior: em 2019 havia sido 98 doações.


O valor doado cresceu ainda mais, chegando em 2020 a mais de R$73 milhões, 149% a mais do que havia sido doado em 2019. Agradecemos enormemente aos 21 financiadores que nos apoiaram em 2020, nos dando as condições de aumentar tanto o nosso grantmaking.


Tendo mais recursos, foi possível aumentar o número de organizações beneficiadas: 103 instituições receberam doações do iCS, dos quais metade (52) recebeu uma doação do iCS pela primeira vez em 2020. É muito positivo ver como o iCS está conseguindo renovar o conjunto de instituições apoiadas, estabelecendo novas parcerias, inclusive começando a atuar em alguns estados nos quais até recentemente não tínhamos nenhum parceiro. O gráfico abaixo mostra a evolução no número de donatários (grantees) do iCS desde o início de suas doações, em 2016:


Sabemos que doações mais longas são muito benéficas para nossos parceiros, lhes dando mais segurança, estabilidade e capacidade de planejamento. Durante anos, nossa intenção foi de dar mais doações de média e longa duração. Em 2020, finalmente conseguimos dar um belo salto neste quesito: 26 % das doações dadas irão durar mais de 12 meses. Este é exatamente o dobro do percentual em 2019, que foi apenas 13%.


O gráfico abaixo mostra a distribuição das doações pelos portfólios. O portfólio de Uso da Terra, criado em 2019, teve um crescimento significativo, chegando a dar 48 doações em 2020.


Além de tudo mencionado acima, ainda fizemos 32 doações especificamente relacionadas à crise provocada pela Covid-19. Foram doações para dar suporte comunidades vulneráveis do Rio de Janeiro e da Amazônia, amenizando um pouco as consequências da pandemia, inclusive para ajudar a garantir segurança alimentar. Estas doações emergenciais não foram contabilizadas junto com as demais, posto que foram dadas de forma excepcional, em função da crise, e não são relacionadas à missão do iCS.