• iCS - Clima e Sociedade

GCCM será novo donatário do iCS

The Global Catholic Climate Movement (GCCM) trabalha em todo o mundo pelo diálogo sobre mudanças climáticas na dimensão religiosa




O The Global Catholic Climate Movement (GCCM) está em estágio avançado de negociação com o iCS e será o futuro donatário do portfólio de Política Climática e Engajamento. Com enorme potencial no diálogo sobre mudanças climáticas na dimensão religiosa, o GCCM trabalha em todo o mundo para mostrar a importância do tema.


No último mês, o Papa Francisco divulgou – por meio em um comunicado oficial para a imprensa - um sério alerta sobre as mudanças climáticas para executivos de grandes companhias de petróleo e seus principais investidores. Numa reunião promovida pelo Vaticano, o Papa disse:


“Diante de uma emergência climática, devemos tomar as devidas medidas para evitar a perpetração de um ato brutal de injustiça contra os pobres e as futuras gerações”.

O Papa Francisco pediu que os CEOs e investidores de companhias de petróleo e gás façam uma “transição energética radical”, dizendo: “Em nossa reunião ano passado, expressei a preocupação de que a civilização precisa de energia, mas o uso da energia não deve destruir a civilização. Hoje, uma transição energética radical se faz necessária para salvar nossa casa comum”. A preocupação de que as companhias de petróleo e gás continue a conduzir negócios da mesma forma, apesar de alegarem o contrário, é evidenciada num discurso realizado no mês passado, em que o Papa disse: “Os investimentos em combustíveis fósseis continuam a aumentar, mesmo com os cientistas nos dizendo que estes devem permanecer no solo”.


O Papa Francisco também mencionou as mobilizações jovens que despertaram milhões de ativistas pelo clima. Em seu discurso, ele disse:


“As gerações futuras vão herdar um mundo grandemente deteriorado. Nossos filhos e netos não têm de pagar o preço da irresponsabilidade de nossa geração. De fato, como se torna cada vez mais claro, os jovens exigem mudança”.

Enquanto o pontífice discursava, estudantes do Fridays For Future de Roma, um grupo que faz parte do movimento de Greta Thunberg, protestavam no Vaticano, exigindo que os CEOs das companhias de petróleo “escutem o Papa”.


A declaração do Papa Francisco pode ser lida na íntegra aqui. Parte deste texto faz parte do release divulgado pelo GCCM, no dia 14 de junho**


iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados