• iCS - Clima e Sociedade

#Eleições2020 - Conscientização e articulação nas redes

Coordenadora de Política Climática e Engajamento do iCS, Alice Amorim usa as redes sociais para falar sobre quais assuntos gostaria que fossem pauta nas #eleicoes2020


Alice Amorim é a nossa coordenadora do portfólio de Política Climática e Engajamento no iCS e cidadã carioca. Alice tem usado o auxílio de suas redes sociais para falar sobre temas que gostaria de ver em discussão nas eleições municipais de 2020. Fica o convite para conhecer os posts, compartilhar, e quem sabe fazer o mesmo em suas próprias cidades, aumentando o engajamento e a conscientização. #eleicoes2020!


Post 1

Toda criança dessa cidade devia ter a oportunidade de desfrutar de um espaço como esse em um domingo de sol. Não faltam parques no Rio, falta mais cuidado com muitos desses espaços públicos. É aquela história, quanto mais as pessoas acham que o bem (público) as pertence e não é 'coisa de ninguém', mais cuidado elas tomam. Que nessas eleições falemos de propostas concretas para tornar o Rio uma cidade mais amigável para TODAS as crianças. #eleicoes2020

Post 2

Eu queria que nessas eleições a gente tivesse a serenidade de poder falar de coisas não emergenciais (como água, segurança, saúde...) para tratar, por exemplo, de fiação elétrica. O Plano Diretor do RJ determinou o prazo de 2016 (pasmem) para que todos os nossos cabos fossem subterrâneos. Sabemos que estamos longe de cumprir essa meta, mas e aí? Quem quer falar disso, a não ser os especialistas? Esse tema tem impactos diversos e que acabam virando também emergenciais porque os negligenciamos no dia a dia. Quando chove muito, os postes e árvores caem e tem gente que morre eletrocutada. Como não há controle, acontece muito furto de energia e esse consumo é repassado pros consumidores na conta. E claro, a nossa cidade fica horrível com um monte de cabo pendurado. Eu queria poder falar de como lidar com micro coisas ruins do dia a dia antes que elas virassem a notícia ruim do dia. #eleicoes2020

Post 3

Vejo três grandes desafios em falar de metrô nessas eleições municipais: 1- Definir responsabilidade entre estado e município e de quem cobrar se o plano não sai do papel, 2- Conseguir falar de investimento pesado de longo prazo em transporte em tempos de penúria fiscal e 3- Lidar com o passivo de investimentos não concluídos e objeto de maior pressão política (Gavea) vs investimentos em trajetos de maior impacto social positivo e menor pressão política (São Gonçalo). Eu queria que a gente enfrentasse esses desafios e até o final do próximo ciclo (2024) não tivesse mais espaço pra circular essa improvisação institucionalizada chamada metrô de superfície. #eleicoes2020

Post 4

Como lidamos com animais abandonados nas ruas? O que poderia ser um bom equilíbrio entre garantir uma vida digna para esses animais e ao mesmo tempo tomar os cuidados para que a saúde pública não fique prejudicada pelas doenças que eles podem transmitir? Acompanhei o périplo da minha diarista querendo castrar sua cachorrinha na SUIPA, uma ONG que presta serviços de interesse público e tem reconhecimento da sociedade. Essa foto, tirada em uma região de parquinho de crianças, me lembrou da toxoplasmose, uma das doenças mais temidas pelas grávidas e que são conhecidas por serem transmitidas por gatos. Nessas eleições, queria saber o que os especialistas recomendam e o que a sociedade carioca poderia fazer de melhor pra lidar com esse tema. #eleicoes2020

Fotos: Alice Amorim

Post 5

Quando eu era criança e fantasiava sobre trabalho, eu me imaginava trabalhando em 2 lugares: banca de jornal e videolocadora. Achava que assim ia conseguir ler todos os jornais do dia e viraria uma pessoa culta e bem informada. As videolocadoras já praticamente não existem, mas os jornaleiros continuam pela cidade. Ou será que eles mudaram de nome? Porque jornal que é bom quase não vendem mais. Quando eu olho pra esse uso do espaço público, me pergunto porque não temos banheiros no lugar. Ou estações de carregamento de celular e ponto de wifi. Não sei qual seria a maior demanda, mas é uma discussão que certamente não vai acontecer. Que nessas eleições a gente olhe em volta e debata publicamente a diferença entre o que nós temos e o que precisamos ter de equipamento público por aí. #eleicoes2020




Post 6

Nessas eleições precisamos falar de adaptação às mudanças climáticas. O que isso significa na prática? Que procedimentos precisam ser revistis? Que dinheiro precisa ser alocado e como a população se prepara para desastres? Um equívoco comum é ouvir pessoas comentando sobre mudança do clima associando apenas a padrões de temperatura. Os efeitos são muito mais diversos e reforçam uma maior frequencia de eventos extremos, como a chuva que vimos hoje. Já imaginaram quanto custa recuperar tudo que será destruído? Precisamos encarar o problema e não normalizar os transtornos e perdas que podem ser evitados.#eleicoes2020


Em breve, divulgaremos mais textos por aqui. Não deixe de seguir Alice nas redes sociais para acompanhar suas reflexões e propostas para a cidade do Rio de Janeiro:


FACEBOOK: @alice.amorim

INSTAGRAM: @licoleta

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados