• iCS - Clima e Sociedade

Desmatamento na Amazônia contribui com crises hídrica e energética

Em podcast do Instituto Claro, Roberto Kishinami, do iCS, detalha a relação, fala de rios voadores e explica o custo altíssimo de termelétricas em comparação a eólicas e solares

Qual a relação entre as crises hídrica e energética e o desmatamento na Amazônia? Em Podcast realizado pelo Instituto Claro, Roberto Kishinami, coordenador do portfólio de Energia no iCS, afirma que há um “enfraquecimento da transferência de água pela atmosfera da região amazônica, os chamados rios voadores”, que alimentam de chuva outras regiões do Brasil.

Kishinami também detalha os altíssimos custos da operação de termelétricas, acionadas com a crise, em vez do investimento em energias renováveis por parte do governo federal. “Tem térmicas que estão operando de modo contínuo e que custam R$ 1.520,00 por megawatts/hora. Isso é uma enormidade, comparado com os R$ 100,00 por megawatt/hora que uma eólica ou solar fornece”, diz. João Paulo Capobianco, vice-presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, também participa da conversa.


Ouça!


Crédito: Agência Brasil