• iCS - Clima e Sociedade

Descarbonização dos setores marítimo e de aviação

Estudo da Cenergia mostra como é possível criar sinergia entre as metas dos dois setores. Apresentação marca entrega final com as conclusões

A produção de combustíveis líquidos derivados de biomassa ou hidrogênio pode permitir a sinergia entre as metas de descarbonização da aviação e da navegação. Essa é a conclusão de estudo “Sinergias entre as metas de descarbonização entre os setores marítimo e de aviação”, coordenado pelos professores Alexandre Szklo e Roberto Schaeffer, da Coppe/UFRJ, sob demanda do Instituto Clima e Sociedade (ICS)

“Só eficiência energética e medidas operacionais, ainda que necessárias, não dão conta das metas, no horizonte de 2050. Por isso, a importância de combustíveis ditos drop-in, aqueles ajustáveis e adaptáveis à logística e à motorização atuais”, explica Alexandre Szklo.

O estudo foi conduzido pelo Cenergia, laboratório vinculado ao Programa de Planejamento Energético (PPE) da Coppe/UFRJ, e contou com a participação de quatro professores (Szklo, Schaeffer, Joana Portugal Pereira e Pedro Rochedo) e cinco doutorandos do PPE (Clarissa Bergman, Eduardo Müller-Casseres, Francielle Carvalho, Pedro Luis Maia e Rebecca Draeger). As conclusões foram apresentadas em três seminários, promovidos pelo iCS, nos dias 24 de junho, 3 de setembro e 28 de outubro de 2021. Confira mais detalhes do estudo no link: https://bit.ly/3BWvv42.


Crédito: Alexander Kliem/Pixabay