• iCS - Clima e Sociedade

2020 para a Climate Ventures

Updated: Feb 27

Em janeiro, a Climate Ventures apresentou os resultados dois primeiros dois anos de atuação e traçar as metas e atividades para 2020



No dia 29 de janeiro, o Climate Ventures apresentou a proposta de trabalho de 2020 para o iCS e o Humanize. Com o objetivo de unir inovação, negócios e clima e assim contribuir com a descarbonização da economia e regeneração do planeta, a organização foi fundada em 2018 e já tem 552 startups cadastradas em sete eixos temáticos (regeneração, florestas e uso do solo, gestão de resíduos, água, energia, agropecuária e logística e mobilidade), 20 startups impulsionadas apenas em 2019, 18 protótipos de ação coletiva criados para destravar a nova economia, com foco principal na Amazônia, entre outras conquistas.


Os dois anos de atuação também trouxeram aprendizados: o ecossistema de empreendedorismo climático é incipiente, com poucos negócios qualificados e poucas fontes de recursos; desconexão entre os universos de inovação e negócios e clima, com um boom no mundo da inovação, dos investimentos e dos negócios desconectado de propósito; a mudança sistêmica é mais efetiva nos territórios, ou seja, a ação coletiva para transformar sistemas funciona melhor em regiões que possuem um senso de pertencimento.



Para 2020 e 2021, o Climate Ventures pretende construir uma comunidade de empreendedorismo climático, mapeando as principais organizações do campo e formalizando parcerias; produzir conhecimento sobre o ecossistema de bons negócios pelo clima; e atrair capital para investimentos em empreendimentos climáticos, desenvolvendo um Fundo de Venture Philanthropy para investimento em startups. Nesse ano que se inicia, além do Fundo e dos estudos do ecossistema, a organização vai realizar a segunda edição do Summit Climate Ventures & Feira Conexão pelo Clima e a Fase III do Lab Amazônia – sem esquecer de fortalecer seu programa institucional.

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados