• iCS - Clima e Sociedade

Classificação A mais rigorosa para máquinas de lavar

Inmetro passa a considerar, além do consumo de energia, três outros critérios para avaliação da qualidade de uma máquina de lavar: consumo de água, desempenho e centrifugação


O Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro passará a avaliar o consumo de água, o desempenho de lavagem e a centrifugação dos aparelhos da máquina de lavar. Isso significa que, a partir de abril de 2020, não basta ser eficiente no consumo de energia para levar a classificação A – será necessário ter a nota máxima em todos os 4 quesitos. A boa notícia é de que já há uma corrida entre os fabricantes sobre quem sairá na frente no mercado, antes, portanto, da data obrigatória.


Segundo Clauber Leite, especialista em energia e sustentabilidade do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a nova forma de classificação configura um avanço, já que a grande maioria dos produtos hoje já está na classificação A, o que orienta uma revisão da régua de análise. É necessário também, ele afirma, que os próprios parâmetros de consumo sejam revistos.

#EficiênciaEnergética

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • LinkedIn ícone social