• iCS - Clima e Sociedade

Caminhos para a Filantropia Comunitária

Atualizado: 11 de Jul de 2019

Seminário Expandindo e Fortalecendo a Filantropia Comunitária no Brasil debate a contribuição para o desenvolvimento sustentável e o papel do financiamento na construção do bem comum


Os caminhos de contribuição da filantropia comunitária para o desenvolvimento sustentável no Brasil, o papel do financiamento (filantrópico e do investimento social privado) no apoio aos esforços para a construção do bem comum - e na promoção de comunidades diversas e inclusivas - e os aspectos de nossas práticas que podemos mudar ou aprender para facilitar esses esforços foram tema do Seminário Expandindo e Fortalecendo a Filantropia Comunitário no Brasil. Organizado pela Rede Filantropia para a Justiça Social em parceria com o Gife, no dia 11 de junho, o evento durou todo o dia 11 de junho e mostrou experiências de grantmaking e investimento social privado, fundos de apoio à sociedade civil e mapeamento de parcerias para o desenvolvimento comunitário.




A filantropia deve atuar para construir organizações, não para comprar resultados” - Jenny Hogdson, Global Fund for Community

No mesmo dia, houve também o lançamento oficial da publicação “Debates e reflexões sobre a filantropia no Brasil” em português, com nove artigos escritos por autores e autoras que atuam no campo da filantropia tanto em nível nacional quanto internacional. O documento é uma iniciativa do programa Filantropia para a Justiça e Paz e da Rede e Filantropia para a Justiça Social, em parceria com a Wings.



“O seminário foi muito estratégico para a Rede de Filantropia, não apenas para dar visibilidade ao trabalho das organizações membro, mas para instalar debates relevantes no campo do ecossistema filantrópico local - tais como a importância do apoio e investimento em organizações de base comunitária e no campo da justiça local, através de ações de grantmaking. A parceria com Gife é também um aspecto para destacar, já que, de fato, é um player fundamental para alcançar investidores sociais e fortalecer algumas das agendas temáticas prioritárias dos membros. As parcerias locais, o reconhecimento do protagonismo das comunidades no desenvolvimento territorial, a diversidade e o encontro entre investidores sociais e organizações de base também são aspectos relevantes. O seminário foi fundamental para pensar no fortalecimento da filantropia brasileira em diversos níveis, inclusive, nas formas de fazer, reconhecendo a importância dos contextos e realidades em um país tão complexo que tem uma longa trajetória na organização comunitária - que vai desde as comunidades indígenas e quilombolas até as experiências de economia solidária" – Graciela Hopstein, coordenadora executiva da Rede de Filantropia para Justiça Social



#ShiftThePowerBrasil #Filantropia #RedeDeBancosComunitariosDaBahia Instituto C&A#WINGS #RedeIberoamericanaDeFundacoesComunitarias #ICOM

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados