• iCS - Clima e Sociedade

DESTAQUES: Brazil Climate Action Hub na COP25


MADRI, ESPANHA. A 25ª Conferência das Partes começou ontem e a sociedade brasileira marcará presença em peso no encontro internacional. O Brazil Climate Action Hub é uma espaço aberto e plural, no qual governos subnacionais, organizações da sociedade civil, imprensa, parlamentares e o setor empresarial promoverão discussões diversas sobre os desafios da ação climática no contexto brasileiro e latino-americano. A programação no pavilhão 8, localizado na Blue Zone, inicia hoje. Fizemos um destaque geral da agenda dos principais eventos dos nossos donatários. Confira!


TERÇA-FEIRA, 3 DE DEZEMBRO


Amazônia Centro do Mundo


Diálogo em formato de dinâmica de aquário (fish bowl) sobre a Amazônia, com diferentes perspectivas (científica e empírica) de como as mudanças climáticas atingem essa região, e quais são os possíveis esforços conjuntos para a mitigação desses impactos. O objetivo é trazer diferentes visões, desde representantes indígenas a estudiosos e representantes de diferentes países, fazendo uma abordagem multilateral do cenário político e socioambiental sobre o tema.


Horário: 16h às 19h

Organizador: Engajamundo



QUARTA-FEIRA, 4 DE DEZEMBRO

Comunidades de fé pelo clima e florestas tropicais: experiências de mobilização inter-religiosa no Peru, Colômbia e Brasil


Independente das diferentes crenças, as religiões sempre representaram um importante canal de comunicação. A urgência climática e a ameaça às florestas tropicais nos alertam para a necessidade de informar e engajar diferentes setores da sociedade na proteção ambiental. Nesta conversa, serão apresentadas experiências de mobilização de comunidades de fé e de ação de grupos inter-religiosos no Peru, na Colômbia e no Brasil em defesa das florestas e pelo equilíbrio climático.



Horário: 12 às 13h15

Organizador: Fé no Clima/ISER


QUINTA-FEIRA, 5 DE DEZEMBRO


Proteção jurídica das florestas

O evento irá explorar regimes e instrumentos jurídicos para a proteção de florestas no Brasil, com foco em experiências práticas de combate ao desmatamento envolvendo múltiplos atores. Serão abordados os potenciais e a efetividade de instrumentos como os termos de ajustamento de conduta, os acordos setoriais e as ações judiciais, e o papel dos diferentes atores na governança de tais mecanismos.


Horário: 14h30 às 16h

Organizador: Instituto Clima e Sociedade (iCS)

SEXTA-FEIRA, 6 DE DEZEMBRO


Prefeitas brasileiras na Amazônia

Considerando que as mulheres são cruciais para moldar um futuro mais saudável, sustentável e inclusivo, este painel reunirá prefeitas dos estados amazônicos para discutir barreiras comuns e trocar soluções inovadoras para impulsionar a ação climática em nível subnacional.


Horário: 13 às 14h15

Organizador: Instituto Alziras


Temporada do fogo na Amazônia em 2019: uma história sobre desmatamento

As primeiras semanas de agosto deste ano registraram 32.728 focos de queimadas na Amazônia, segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O número foi 60% mais alto dos apontados nos três anos anteriores. Considerando esses fatos, o IPAM apresentará uma análise abrangente da temporada de fogo em 2019 e suas causas.


Horário: 14h30 às 16h30

Organizador: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM)


SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO


Combustíveis de emissões zero para o setor de transporte marítimo


Horário: 9h às 10h30

Organizadores: Instituto Clima e Sociedade, ECODES e Escopo Energia

Eficiência energética e transição de refrigerantes no setor de refrigeração: o caso do ar-condicionado no Brasil


Horário: 11 às 12h30

Organizadores: Instituto Clima e Sociedade, IDEC, IEI Brasil e Projeto Kigali


Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC): uma aliança de atores para a ação climática

Horário: 14 às 15h

Organizador: Instituto Ethos


DOMINGO, 8 DE DEZEMBRO: PAVILHÃO FECHADO

SEGUNDA-FEIRA, 9 DE DEZEMBRO


Transição energética no Brasil: De onde para onde

O Brasil tem uma condição muito particular quando se trata de transição energética. Por um lado, o mix de energia brasileiro já é relativamente limpo – 42% da energia primária e cerca de 80% do mix de energia em 2018 vieram de fontes renováveis. Por outro lado, a demanda por energia está crescendo, e as escolhas sobre como esse aumento da demanda serão atendidas ainda estão em aberto. Para onde o país está indo? O que pode ser feito para garantir uma matriz energética de preços sustentável e competitiva, fazendo o uso mais razoável de seu potencial em vários recursos naturais? Como o mix de energia pode ser planejado agora para um futuro de baixo carbono, evitando escolhas que levem a ativos ociosos?


Horário: 10 às 11h

Organizadores: Instituto E+

Convergência agroambiental no Congresso Brasileiro: como deputados ruralistas e ambientalistas podem construir uma agenda comum


Horário: 12 às 14h15

Organizador: Coalizão Brasil


TERÇA-FEIRA, 10 DE DEZEMBRO


O Brasil vai cumprir suas metas no clima?

Este evento apresentará os dados mais recentes de duas iniciativas pioneiras da sociedade civil, o SEEG e o MapBiomas. Os dados mostram as emissões brasileiras de carbono em 2018 e as mudanças no uso da terra no Brasil entre 1985 e 2017. Os autores discutirão a trajetória de emissões do país, os desafios e as oportunidades no caminho da NDC.


Horário: 9 às 10h

Organizador: Observatório do Clima

Lançamento Conexão Carbono Zero 2020


No painel, os realizadores da feira Conexão Carbono Zero – O Mundo Que Queremos, CDP e Climate Ventures – vão apresentar a iniciativa, explicando como ela ajuda a promover a transição para a economia de baixo carbono e gerar negócios. Convidamos também uma das grandes empresas que participaram da feira, a MRV, para contar como aproveitou o espaço para divulgar suas iniciativas pelo clima e abrir novas frentes de parcerias. Teremos um representante de uma das cidades envolvidas na feira, que falará sobre as parcerias de governos com empresas abertas pelo evento. O Instituto Clima e Sociedade contará por que apoia a iniciativa e como enxerga nela uma peça para a promoção do desenvolvimento baseado em soluções climáticas.


Horário: 10 às 11h20

Organizadores: O Mundo que Queremos, CDP e Climate Ventures

Desafios sociais de transição energética e preços de carbono

Um painel para refletir sobre as agitações sociais que vêm ocorrendo nos últimos anos em países como Brasil, França e Chile, e cujo principal gatilho foi o aumento do custo de energia (elétrica e combustíveis fósseis). Nesse sentido, o objetivo do evento é trazer para o debate a relação entre a transição energética e as consequências desses movimentos para a população, apontando desafios, oportunidades e novas perspectivas.


H0rário: 11h30 às 12h30

Organizador: Instituto E+


Clima e Segurança na América Latina e no Caribe: da evidência às soluções políticas Um crescente corpo de pesquisa mostra que as mudanças climáticas multiplicam estressores e vulnerabilidades de maneiras que podem levar a violência e conflitos. Este evento marcará o lançamento da publicação Clima e Segurança na América Latina e no Caribe, parceria entre Instituto Igarapé e Instituto Clima e Sociedade (iCS).


Horário: 14h45 às 16h

Organizador: Instituto Igarapé


QUARTA-FEIRA, 11 DE DEZEMBRO


Avanços da Precificação de Carbono no Brasil: um Posicionamento do Setor Empresarial Brasileiro em Relação ao Artigo 6


Em paralelo aos avanços da agenda nacional na implementação de um mercado de carbono, o Brasil vem sendo foco da agenda multilateral devido ao seu posicionamento em relação ao Artigo 6 do Livro de Regras do Acordo de Paris. Embora ainda não possua um mercado de carbono consolidado no Brasil, o país reuniu um considerável aprendizado com mecanismos de mercado para controle de emissões de gases de efeito estufa. O objetivo deste evento é apresentar os avanços na agenda nacional bem como o posicionamento do setor empresarial brasileiro sobre o Artigo 6, com respeito aos mecanismos de cooperação internacional.


Horário: 10h20 às 11h30

Organizador: Iniciativa Empresarial em Clima (IEC)


Politica de clima dos estados amazônicos: acoes de mitigação e adaptação as mudanças climáticas


Como valorizar o estoque de carbono nas florestas e buscar fortalecimento das cadeias produtivas, de forma integrada para o desenvolvimento de baixas emissões / adaptação com base na natureza. O eventro tratará sobre o fortalecimento de áreas protegidas e destinação das florestas publicas não destinadas para uso sustentável e o papel das populações tradicionais na conservação dos ativos ambientais


Horário: 15 às 17h30

Organizador: Consórcio dos Governadores da Amazônia


E muito mais! Compartilhe este link e participe das discussões!


#BrasilnaCOP25 #copMadri #aquecimentoglobal #climatechange #acordodeparis #ndcbrasil #emergenciaclimática

iCS - Instituto Clima e Sociedade 2020 | Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • LinkedIn ícone social