• iCS - Clima e Sociedade

Acordo EU-Mercosul atual abre perigoso precedente

Artigo publicado na Euractiv por Ana Toni e Laurence Tubiana reforça que a aprovação atual do texto abriria precedente problemática para futuros acordos comerciais e desafiaria o Marco Verde da UE


Aprovar o acordo EU-Mercosul em seu estado atual abriria um perigoso precedente para futuros acordos comerciais atualmente em negociação e desafiaria o Marco Verde da União Europeia. Esta é a conclusão de artigo escrito na Euractiv por Ana Toni, do iCS, e Laurence Tubiana, chefe executivo da European Climate Foundation e embaixador de mudanças climáticas da França na COP21, em 2015, Paris.


Em suas argumentações, Ana e Laurence reforçam a necessidade de um acordo que se adeque a toda e qualquer circunstância, refletindo a intenção da União Europeia não somente de garantir que o comércio não agravará as crises do clima e da natureza, como também de que ele funciona como uma força para ampliar a ambição rumo a uma economia de baixo carbono. O acordo nas linhas redigidas atualmente, porém, mostra o contrário: que a UE considera as questões sociais e ambientais como secundárias em relação aos ganhos comerciais, e de que há um suposto conflito entre os eixos.


O artigo tem como pano de fundo a proposta de Portugal de ratificar o acordo antes da troca presidencial, em junho. Antes, no entanto, será preciso uma renegociação completa, afirmam Toni e Tubiana.


Leia aqui o texto completo.