• iCS - Clima e Sociedade

A caminho da Casa Branca

Atualizado: Mai 10

Vinte e quatro entre os vinte e sete governadores dos estados brasileiros assinaram carta endereçada ao presidente Joe Biden com proposta de parceria entre o Brasil, detentor da maior base florestal do planeta (incluindo aí seus biomas Amazônia, Pantanal, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga e Pampa), e os Estados Unidos, donos da maior capacidade de investimentos no mundo. Ela agora será encaminhada à Casa Branca pelo embaixador Todd Chapman, que a recebeu em audiência virtual com governadores representando todas as regiões do país. A intenção do gesto é impulsionar um novo modelo de economia sustentável que reverta o aquecimento global e reduza as desigualdades.


A articulação do documento é do Governadores pelo Clima, capitaneado pelo Centro Brasil no Clima (CBC). Biden o receberá às vésperas da Cúpula do Clima, criada pelo próprio e que acontecerá entre os dias 22 e 23 de abril.


“Esta cúpula reflete a importância do tema e a liderança do Brasil é essencial para ingressarmos efetivamente nos desafios globais. Feliz por receber esta carta, mostrando uma coalização dos governadores brasileiros comprometidos com o que realmente interessa. Temos que nos aproximar desse tema com humildade já que somos grande parte do problema. Enviarei hoje mesmo esta carta à Casa Branca para chegar a Joe Biden antes de quinta (22), quando iremos anunciar mudanças importantes para toda a economia. Vamos ver esses desafios como grandes oportunidades econômicas e o Brasil pode ser a superpotência mundial na área do meio ambiente. Vamos trabalhar juntos nisso”, ressaltou Todd Chapman durante a audiência.

Já Sergio Xavier, articulador da iniciativa dentro do CBC, acredita que os governadores são elos absolutamente estratégicos “para conectar demandas e soluções práticas e podem interligar rapidamente conhecimentos, políticas públicas e investimentos para viabilizar uma nova economia de regeneração social e ambiental. Hoje a coalizão Governadores Pelo Clima deu passo estratégico desde o lançamento em 2019 sob a liderança de Alfredo Sirkys (1950-2020)”.


Assinam a carta (que também contou com a participação de especialistas do iCS, Centro Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), SOS Mata Atlântica, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Grupo de Economia do Meio Ambiente (GEMA), The Climate Group, Under2 Coalition e Instituto Tanaloa, com contribuições técnicos do cientista Carlos Nobre e do engenheiro florestal Tasso Azevedo), os governadores dos seguintes estados:


Acre

Alagoas

Amazonas

Amapá

Bahia

Ceará

Distrito Federal

Espírito Santo

Goiás

Maranhão

Minas Gerais

Mato Grosso

Mato Grosso do Sul

Pará

Paraíba

Paraná

Pernambuco

Piauí

Rio de Janeiro

Rio Grande do Norte

Rio Grande do Sul

Sergipe

São Paulo

Tocantins